MANUEL SILVA nasceu em Bustos, Oliveira do Bairro em 1930 e reside em Vagos, Aveiro, Portugal. Coleciona rádios há mais de cinquenta anos. Tem em exposição permanente, em espaço próprio, mais de 1500 rádios. a que deu o nome de RADIOLANDIA
05 de Dezembro de 2009

MANUEL SILVA, nasceu em 1930 em Bustos, Oliveira do Bairro e reside no vizinho concelho de Vagos. É um conhecido comerciante e técnico de rádios que por volta de 1950, os começou a colecionar, ficando com os rádios velhos dos clientes que iam comprar um novo. Hoje conta com mais de 1500 exemplares. 

O seu sonho, é criar um Museu do Rádio, onde possa expor todos aqueles rádios que fazem a história da rádio, elemento fundamental na comunicação entre os povos e, até 1957, uns dos poucos meios de comunicação em Portugal. 

Até então, apenas os jornais nos traziam as notícias, mas num país muito pouco alfabetizado como então era, as pessoas davam imensa importância à rádio.

A 7 de Março de 1957 é inaugurada a televisão em Portugal, com a primeira emissão experimental a ser transmitida da Feira Popular de Lisboa instalada em Palhavã, onde hoje se situa a Fundação Calouste Gulbenkian.

Os computadores só chegam a Portugal nos anos 70 do século XX e anos mais tarde chega a internet e a grande velocidade aliada à largura de banda. Banda larga e grandes velocidades na internet, que possibilitam a comunicação imediata e simultânea entre várias pessoas e locais, com qualquer parte do mundo, só foi possível há meia dúzia de anos e continuamos a evoluir para maior largura de banda e ainda maiores velocidades.

Ainda na década de 70, mais precisamente no dia 24 de Abril de 1974, foi a rádio que emitiu a senha para que o Movimento das Forças Armadas desse início à Revolução dos Cravos, em Portugal.

Por isso, durante dezenas de anos, a rádio e em menor escala os jornais, foram os reis e senhores da comunicação. A rádio transmitia teatro radiofónico de altíssima qualidade, radionovelas populares, inúmeros programas de música erudita e popular, festivais da canção e as eleições dos reis e rainhas da rádio. Como se infere do que acima foi dito, a rádio era, depois do trabalho, o centro da vida da maioria dos portugueses, a única distração dessa maioria que vivia com inúmeras dificuldades. Era também a rádio, um veículo de informação sobre os movimentos que combatiam o anterior regime. Podíamos ouvir em onda curta a Rádio Portugal Livre e outras emissoras estrangeiras que transmitiam as notícias do nosso país que os jornais não podiam dar.

O Manuel dos Rádios, como é mais conhecido, dispõe já de um espaço a que deu o nome de RADIOLÂNDIA, que pode ser visitado, a pedido. Aqui ficam os contactos:

MANUEL SILVA

Rua Engenheiro Humberto Mendes Correia, 376 - 3840-447 VAGOS - Portugal

Telefone 234 083 871 ou manuel.silva.5@netvisao.pt

publicado por museudoradio às 11:22
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
posts recentes

MUSEU DO RADIO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
2009
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO